Crónicas Recentes

Café Torres@2011-11-11

Ora… isto não correu lá muito bem. Nada fazia prever um desfecho assim, até porque o Café Torres vinha muito bem referenciado em algumas publicações da especialidade, tendo inclusive figurado no top 10 da revista Timeout, aquando a sua famosa edição sobre francesinhas.

Convívio@2011-10-25

Voltamos ao Porto, mais exactamente aquela zona em que existem mais de meia dúzia de locais onde se pode comer uma Francesinha digna, num raio de menos de 1 km. Desta vez fomos ao Convívio Restaurante Marisqueira ali na esquina da rua Gonçalo Sampaio com a rua Arq. Marques Silva.

Requinte@2011-10-14

Rumamos à cidade de Matosinhos para visitar o Requinte e comermos aquela que é talvez a maior referência para os aficionados da Francesinha na cidade que se diz ser “de horizonte e mar”. É claro que uma coisa é ser-se famoso, outra coisa é ser-se merecedor dessa fama, e como a Irmandade não se curva perante entidades virtuais como a celebridade ou o burburinho popular, nada como provar o pitéu matosinhense e “ouvir” os seus argumentos.

Hamburgo@2011-09-25

Chegou o primeiro fim de semana de Outono e decidimos “fechá-lo” com mais uma reunião da Irmandade. Vilar do Paraíso foi o destino, mais concretamente o Café Hamburgo. Sem GPS e sem enganos fomos lá dar direitinho, o que não é fácil, pois o café Hamburgo fica assim pró escondido nos meandros de Vilar do Paraíso. O sol que tinha brindado este domingo começava já a desaparecer quando estacionamos o carro, a primeira imagem foi surpreendente, embora ainda cedo para jantar, cá fora cerca de uma dúzia de pessoas esperavam tranquilamente por mesa para comerem Francesinha.

Galiza@2011-09-12

Foi à hora de almoço que desta feita a Irmandade escreveu mais um capítulo desta saga apetitosa e de grande responsabilidade. A casa eleita foi a Cervejaria Galiza, um clássico da zona do Campo Alegre, uma das zonas da cidade do Porto com mais restaurantes especialistas em Francesinha por metro quadrado. Aqui a concorrência é apertada e convém não inventar muito. Inovar só pela certa.

Zé D'Amura@2011-09-04

A irmandade reuniu-se mais uma vez e foi ao encontro de um dos locais mais emblemáticos da Póvoa do Varzim “o Zé D’Amura”. Esta visita teve dois objectivos:
<ul>
<li>1. Aumentar a diversidade geográfica dos locais visitados e assim assegurar uma maior fiabilidade dos rankings apresentados;</li>
<li>2. Conhecer a famosa francesinha “Poveira” que para quem não sabe é uma especialidade da região. </li>
</ul>

Café Aviz@2011-08-13

Foi no meu querido mês de Agosto que a Irmandade se reuniu no histórico Café Aviz, próximo da Rua de Ceuta. Desde logo, uma dúvida assaltou o desfalcado grupo: Aviz escreve-se com “s” ou com “z”? Enquanto aguardávamos pelas francesinhas, meditamos com afinco nesta questão tem sido displicentemente ignorada pela nossa sociedade, demasiado preocupada com acordos ortográficos incipientes. Bastou reparar na incongruência do nome do Café com a Rua que lhe dá o nome, para verificar que algo não está bem.

Nordeste Crossbooking Café@2011-07-31

Esta é uma crónica especial. Pela primeira vez, a Irmandade deslocou-se à bela região do Minho. Mas mais do que isso, pela primeira vez não foram os elementos residentes da Irmandade a escolher o local - desta vez foram os restantes elementos desta comunidade crescente, os nossos amigos e seguidores que votaram no Nordeste Crossbooking Café. A votação esteve renhida durante os primeiros dias, mas na recta final, uma verdadeira legião de guerreiros bracarenses devastaram toda a concorrência e decidiram o nosso destino.

Regaleira@2011-07-15

E assim chegou a vez do “local onde tudo começou”, a Regaleira. É de facto extraordinário podermos visitar o local onde Daniel Silva criou a “nossa menina” e imaginar que ali se fez história, mas avancemos para o relato do que nos levou ali, avaliar a “original”.

Ponto Beer@2011-07-06

Desta feita a Irmandade foi até a Circunvalação para provar mais uma Francesinha. O local escolhido foi o Ponto Beer, cervejaria que diz ter as melhores Francesinhas do Porto!.
O Ponto Beer é um restaurante simpatico com gente simpatica! Este foi o primeiro ponto que sobressaiu, a simpatia com que fomos atendidos. Depois a ementa apresentava várias Francesinhas, normal, á PontoBeer e de frango e, pasme-se... de boi! Ficamos intrigados!! Francesinha de boi??!! Enfim lá pedimos a Francesinha sem ovo acompanhada de batata frita e um fino bem geladinho.